SEM meias PALAVRAS – Porto Ferreira, a Capital dos Marajás do serviço público municipal!!!

No Carnaval de 2019 poderemos lançar a Vaca de Divinas Tetas que joga leite sobre as nossas caras, como diria Mano Caetano...

Publicado em 14/03/2018 10:05:08

SEM meias PALAVRAS – Porto Ferreira, a Capital dos Marajás do serviço público municipal!!!
Marco Rogério Duarte é jornalista, historiador, Especialista em Jornalismo Contemporâneo e Conjunturas de Mídia e estudante de Ciências Econômicas

MARCO ROGÉRIO DUARTE 

 

Falta um Bloco

A criatividade dos ferreirenses quando o tema é carnaval somente é superada pelo pessoal do Rio de Janeiro, berço do samba e da festa pagã. Mas existe um espaço para um novo bloco para 2019: o Bloco da Vaca de Divinas Tetas, que derrama leite sobre marajás.

Vergonha 1

Porto Ferreira vive há décadas uma situação vergonhosa que pouquíssimas pessoas têm coragem de comentar ou denunciar. O tema envolve figurões, personalidades de circulam nas altas rodas da grã-finagem, entre a elite regional, direções de clubes esportivos e entidades empresariais.

Vergonha 2

Existem covardes que simplesmente tremem só de ouvir falar o nome destas pessoas, verdadeiros teteiros ou bezerrões mamando na Viúva, no caso, a pobre Prefeitura de Porto Ferreira.

Crise, que  crise???

Mesmo nas piores crises estes Seres Superiores sangraram os cofres públicos com salários de até R$ 21 mil, recebendo mais que os prefeitos de plantão.

Quem se habilita???

Aliás, tenho que falar aqui. Nenhum prefeito de Porto Ferreira, REPITO, NENHUM PREFEITO DE PORTO FERREIRA, sejam do Clã Braga, da Petezada de Maurício Rasi & Cia. Bela, passando por Carlos Teixeira e chegando até o Gajo Rapagão Rômulo Rippa, TEVE CORAGEM DE ENFRENTAR ESTA TURMA!!!

Legal, mas imoral!!!

De fato, vou deixar claro que não é ILEGAL, mas é IMORAL um servidor público municipal de Porto Ferreira receber salário de R$ 21 mil enquanto a média salarial da cidade não chega a 3 salários mínimos ou R$ 3 mil.

Marajás

Este pessoal está encrustado na Prefeitura Municipal de Porto Ferreira feito parasitas a sugar, com muita sede, os parcos recursos dos contribuintes ferreirenses.

Como pode?

Vamos tentar ser didáticos e explicar os absurdos salários. Vamos supor que um servidor concursado de alto escalão receba um vencimento básico de R$ 4.322,63. A este salário é somado a Diferença de cargo superior (caso o esperto tenha o diploma) de R$ 3.433,35. A isso somemos a famosa “sexta parte”, que vai render ao marajá mais R$ 1.913,14. Pensa que acabou? Que nada! Estes magníficos servidores ainda receber mais R$ 4.437,87 a título de “Regime de Tempo Integral”, R$ 2.662,72, como Gratificação Incorporada, R$ 3.722,87, como “Adicional de Tempo de Serviço” e ainda R$ 520,00 de Auxílio Alimentação. Tudo somado, chega-se ao absurdo salário de R$ 21.012,57.

Como seria?

E como seria na iniciativa privada? Ora, se trabalhassem como executivos na MarGirius, na Verallia ou na Vidroporto nenhum destes Marajás teria um salário maior do que R$ 5 mil (CINCO MIL REAIS).

Sanguessugas

Além de serem verdadeiras parasitas do dinheiro público, estes servidores ainda causam um problema adicional. Seus gordos salários impactam de forma absurda na folha de pagamento a cada reajuste, ameaçando ultrapassar os limites legais da percentagem do orçamento a ser utilizada para pagamento da folha de servidores. Assim, o prefeito não pode dar aumento par os funcionários municipais por causa destes parasitas.

A saída?

A única saída possível é mexer na estrutura do organograma, promovendo os servidores de salários menores para que estes tenham maiores proventos e congelando os maiores salários. Outra saída seria reduzir o salário de prefeito pela metade e fazer com que os venci mentos dos Marajás seja reduzidos para um valor abaixo do salário do prefeito.

Terá Coragem???

Será que o prefeito Rippa terá coragem de mexer neste vespeiro? Ou será mais um a se acovardar e se render ao status quo???

Dura realidade

Em tempos de crise é o momento de rever leis absurdas implantadas por políticos que nada mais galgaram que fazer cortesia com o chapéu alheio em busca de votos.

Direito adquirido?

Algo que atenta contra a inteligência e prejudica toda uma comunidade não pode ser perpetuado porque é “direito adquirido”. Na época do Império os escravos também eram “direito adquirido” dos fazendeiros e isso acabou. Esta na hora de acabarmos com esta casta que vive a mamar na Vaca de Divinas Tetas.

Zeladoria 1

O prefeito Rippa não vem cuidando da zeladoria da cidade como deveria. Matos em escolas públicas e em terrenos municipais, além de falta de passeio público em regiões diversas revelam o desleixo da atual gestão municipal.

Zeladoria 2

Fiquei sabendo que Rippa está com planos mirabolantes, principalmente para a Zona Leste da Cidade. Ao invés disso deveria fazer o básico pelo menos. Caso contrário sua gestão será apenas um governo teórico.

Nota zero

Riippa corre o risco de realizar um governo que seria uma tese de mestrado não aprovada...

 

Uma ótima quarta-feira a todos!!! Se você gostou da coluna indique aos amigos, caso contrário indique aos inimigos!!!!

Vídeo

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 136