SEM meias PALAVRAS – NOTA DOS VEREADORES: Representante da velha política, Gustavo Braga é reprovado e sem direito à recuperação...

Vários vereadores cumprem mandatos medíocres e tiveram fraco desempenho em 2018

Publicado em 31/12/2018 09:17:59

SEM meias PALAVRAS – NOTA DOS VEREADORES:  Representante da velha política, Gustavo Braga é reprovado e sem direito à recuperação...
Marco Rogério Duarte é jornalista, historiador, Especialista em Jornalismo Contemporâneo e Conjunturas de Mídia e estudante de Ciências Econômicas

 

Marco Rogério Duarte

NOTAS

Abaixo segue a avaliação dos vereadores neste segundo ano de mandato, de acordo com o humilde entendimento deste escriba. Em primeiro lugar quero deixar claro que todos os 11 vereadores saíram com nota 5, pois  foram eleitos de forma legítima pelo povo. Busquei acrescentar ou tirar pontos de acordo com o mandado que cada um deles exerceu. Não sou o dono da verdade e sei que posso estar sendo injusto com este ou aquele. Mas é apenas uma questão de opinião. Eu tenho a minha e eleitor, democraticamente, pode discordar de mim à vontade.  Mas não tenho medo de expor o que penso e encarar as consequências. Cada vereador ficou com um troféu.

PRA VALER

Antes que algum vereador revoltado com a nota dada saia gritando, já vou avisar que a verdadeira avaliação do segundo ano de um mandato de 4 anos quem fará, nas urnas, será a população, reelegendo ou vetando algum dos 11 vereadores.

Miguel Bragioni  (PP)  - Inteligente e culto, foi um bom presidente. É assíduo e conduz bem as sessões. Denunciou várias vezes problemas da cidade e foi defensor da criação de uma imprensa oficial nos poderes Executivo e Legislativo com a economia de cerca de R$ 700 mil no mandato. Nota 10 – “Troféu Presidente JK”.

Gustavo Braga (PTB) – No segundo ano de mandato fez bastante politicagem, fez vários acordos políticos e não cumpriu nenhum. No episódio mais triste de seu mandato, votou contra a criação do Conselho da Diversidade Sexual apenas para conseguiu apoio da Bancada da Bíblia se eleger presidente da Camara Municipal, ele fica com nota Zero e o “Troféu Cristiane Brasil ”.

Renato Rosa (PRP) –Outro vereador fraquíssimo. Nota 2. Ele fica com o “Troféu Jãnio Quadros".

Alessandro Dentinho Bertasi (PSDB) – Tem sido um vereador bastante atuante e sabe transitar entre situação e oposição. Não tem se oposto aos bons projetos do prefeito Rômulo Rippa e tampouco virado as costas para o tucanato. Tem criticado os erros da atual gestão Um ótimo segundo ano de mandato. Nota 10 – ”Troféu Dorival Braga”.

Professor Sérgio de Oliveira (DEM). Tem sido bastante atuante. Fez o verdadeiro do papel do vereador, que é o de fiscalizar e no final do ano lançou sua candidatura à presidência apenas para denunciar a influência nefasta do Poder Executivo no pleito legislativo. Foi Favorável à aprovação da criação do Conselho da Diversidade Sexual. Nota 10 – “Troféu Eliot Ness”.

Marcelo Ozelin (PSDB) – Se elegeu com uso descarado da máquina municipal e fez mais um ano de atuação bastante medíocre. Nota 2 – “Troféu Coringa” (aquele do Batman).

Gideon dos Santos (PSD)  – Tem cumprido a dura missão de defender o governo pífio do prefeito Rômulo Rippa.Nesta função ate que se sai bem, dentro do possível, pois  Rômulo Rippa não tem ajudado em anda. Não tem tido problemas para aprovar os projetos de interesse do governo. Votou a favor das contas de Maurício Rasi. Nota 4 – “Troféu Advogado do Diabo”           .

Alan João  (PSB) – Se mostra individualista e pouco fiel ao grupo que o elegeu. Além disso se aliou ao prefeito Rippa na velha política do toma-lá-dá-cá.  Apresentou o projeto do Conselho da Diversidade Sexual, que foi rejeitado pelo vereador politiqueiro e ultrapassado Gustavo Braga, e depois apoio o mesmo Gustavo para a presidência da Câmara. Nota  4 – “Troféu Vira Casacas”.

Ismael da Silva (DEM)  -Da mesma foram que Alan foi vítima do golpe dos “Melhores do Ano”. Tem feito um mandato bastante fraco e faz discursos bastante sofríveis. No dia da votação do Conselho da Diversidade Sexual usou argumentos imbecis e o povo lhe virou às costas na melhor imagem do ano Nota 2 – “Troféu  Gado Conduzido”.

Kiko Mecânico (PMDB) – Em seu segundo ano de mandato tem se mostrado um vereador discreto e de atuação bastante fraca. É mais um componente da Bancada da Bíblia. Nota 3 – “Troféu Calado já está errado”.

Toninho Corrêa (PMDB) – Eleito suplente de vereador, assumiu porque o titular, Élcio Arruda, foi comandar a Agência Reguladora. Não é um vereador brilhante, mas salvou a vida do prefeito Rippa no episódio do Jardim Anésia. nota 5. Ele leva o “Troféu  Bezerra da Silva”.

 

Bem, espero que vocês leitores tenham gostado!!! Neste último dia de 2018 quero agradecer a audiência de cada um de vocês e lhes desejar um 2019 de muita paz, amor, saúde e sucesso!!!

SemQuarta-feira voltamos com mais SEM meias PALAVRAS 

Abraços, uma ótima macarronada e um excelente churrasco na virada de ano!!! Que venha 2019!!! Que Deus ilumine a todos!!!

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 145