SEM meias PALAVRAS – Dentinho perguntou na última sessão com razão: “para que serve o Sindicato dos Servidores de Porto Ferreira?” E eu respondo: para pelegar!!!

Em Porto Ferreira, de forma surreal, o Sindicato dos Servidores serve ao patrão-prefeito e vira as costas para os trabalhadores

Publicado em 16/12/2018 14:10:22

SEM meias PALAVRAS –  Dentinho perguntou na última sessão com razão: “para que serve o Sindicato dos Servidores de Porto Ferreira?” E eu respondo: para pelegar!!!
Marco Rogério Duarte é jornalista, historiador, Especialista em Jornalismo Contemporâneo e Conjunturas de Mídia e estudante de Ciências Econômicas

 

Marco Rogério Duarte

 

Dentinho 1

Na última sessão da Câmara Municipal o vereador Alessandro Bertazzi, o Dentinho, fez uma pergunta que tem uma resposta até muito fácil! Diante da falta de apoio da entidade sindical aos professores da rede município, o vereador tucano indagou: - Afinal, para que serve o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Porto Ferreira?

Dentinho 2

E esta coluna responde para Dentinho: infelizmente este sindicato parece que existe para “pelegar”. É uma entidade que está a serviço do prefeito Rômulo Rippa (PSD), que, sem qualquer escrúpulo “comprou” o apoio do presidente Nivaldo Luís do Carmo, o “Jipão”, dando um cargo de confiança para sua filha no governo e outro para a irmã do advogado do sindicato.

Dócil

Assim, Rippa tem em suas mãos um sindicato de estimação. Ao invés desta entidade ajudar os servidores infelizmente ela subverteu suas prioridade e atende aos interesses do patrão, ou seja, do prefeito. Isso explica os reajustes ridículos e a má vontade do sindicato para lutar pelos trabalhadores que deveria representar.

Exclusividade

Recentemente um professor relatou à coluna que Rippa não quer pagar um adicional de exclusividade para os professores que só atuam na rede, mas paga muito mais que isso para assessores do setor jurídico. Parece que neste governo educação não é prioridade.

Contas 1

E o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo deu sinal verde nas contas de 2016, quando a prefeita de Porto era Renata Braga. Agora é aguardar o julgamento da Câmara Municipal, que também deu aval aos demais exercícios orçamentários.

Contas 2

Renata ultimamente está indecisa entre se mudar de mala e cuia para Ribeirão Preto para Ribeirão Preto e continuar em Porto Ferreira para concorrer à sucessão municipal em 2020.

Irmãos

É verdade que ela terá que se definir com os irmãos André e Daniela qual será o nome do candidato. Talvez isso seja definido através de pesquisas de intenção de voto.

Presidência 1

E parece que são favas contas mesmo a eleição do vereador Gustavo Braga Colucci para a presidência da Câmara Municipal de Porto Ferreira. Será um verdadeiro retrocesso, pois Gustavo é um político varejista e fisiologista, à moda antiga.

Presidência 2

Assim, Rippa vai passar a controlar com facilidade o Poder Legislativo, já que Gustavo, segundo informações, estaria planejando rechear o Governo Rippa com apaniguados em cabides de emprego, ou melhor, em cargos de confiança.

Oposição

Gustavo deve estar com a oposição ao Clã Braga em 2020. Ele não poupa críticas aos primos. Em conversa com este colunista, certa vez chamou todos de “vagabundos” e disse que por ser o único da família que trabalhava, foi, à época o escolhido por Dorival Braga para dirigir a Porto FM.

Caladinho

Na última sessão, apesar das críticas feitas por esta coluna, Gustavo permaneceu calado. Quem cala, consente...

Mau gestor

Há quem diga que à frente da emissora, Gustavo teria criado vários problemas e seria um “péssimo gestor”. Estas são arestas difíceis de ser aparadas.

Santander 1

E por falar nisso, Rippa depois de vender a folha de pagamento para o Santander, agora parece que também tem poderes dentro da instituição bancária. Ele teria indicado para gerente de negócios do Santander o Kaká Carandina.

Santander 2

Carandina ocupava cargo de confiança na corte de Rippa até há um mês. Ele foi exonerado e agora conquista o cargo de gerente no Santander. Kaká é filho de Neguinho Espírito Santo, um antigo caçador de cargos na Prefeitura em vários governos.

Tribuna livre 1

Na última sessão da Câmara Municipal, os vereadores aprovaram a criação da Tribuna Livre. É uma medida democrática e positiva que chega com uns 20 anos de atraso. Mas é aquela história: antes tarde do que nunca.

Tribuna livre 2

Afinal, a sociedade é quem paga os salários dos vereadores através de impostos e ela, a sociedade, tem todo o direito de se manifestar.

 

Bem, pessoal, por hoje é só! Voltaremos na quarta-feira com mais comentários e informações. Se você gostou da coluna, indique aos amigos. Caso contrário, indique aos inimigos.

Para quem ainda não almoçou uma excelente almoço!

Para os demais um excelente domingo e uma ótima semana...

 

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 141