Marmo Cezar concorre a deputado estadual e fortalece candidatura na Região Central

Pai do prefeito está na corrida eleitoral; Marmo governou a cidade nos dez primeiros meses de 2013

Publicado em 27/09/2018 18:31:29

Marmo Cezar concorre a deputado estadual e fortalece candidatura na Região Central
Marmo governou a cidade nos dez primeiros meses de 2013 (Foto: Arquivo Folha de Alphaville)

Pai do prefeito de Santana do Parnaíba, Elvis Cezar (PSDB), o ex-prefeito da cidade e pai do atual chefe do Poder Executivo, Marmo Cezar (PSDB), é candidato a deputado estadual. Nas últimas emanas, Marmo César tem fortalecido sua campanha na região Central do Estado. Um de seus apoiadores na região é o ex-prefeito de Descalvado, José Carlos Calza (PSDB). 

“Havia uma tendência muito grande que Santana de Parnaíba lance um candidato a deputado para concorrer nessas eleições. E  meu nome for citado e é uma honra”, afirmou à Folha de Alphaville.  

Trejetória

Marmo foi reeleito no ano passado presidente do PSDB local e é secretário de serviços municipais na gestão. O nome do tucano ganha força, tendo em vista que venceu as eleições de 2012 para a prefeitura e governou durante 10 meses, quando saiu por conta de uma decisão judicial do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), pela reprovação de contas quando era vereador.

Elvis era o presidente da Câmara, assumiu a prefeitura e venceu a eleição suplementar. A ideia do grupo é utilizar o desempenho da gestão para alavancar uma boa votação na eleição para o estado. “Isso é que faz o diferencial, na verdade a gente tem pesquisa eleitoral na cidade e é muito satisfatória com o trabalho que o prefeito vem fazendo na cidade”.

 Cidade não tem deputados desde 2009

 A missão de Marmo Cezar e do grupo do prefeito Elvis Cezar em eleger um candidato é um desafio que necessitará de votos também de outras cidades, tendo em vista o eleitorado parnaibano. Pelo menos é o que aponta o histórico. A última vez que Santana de Parnaíba teve um representante na Assembleia Legislativa foi em 2002.Na época, Pedro Mori (PSB) chegou ao parlamento paulista com uma votação de mais de 30 mil votos. Ele não esteve entre os 94 mais votados, mas graças ao coeficiente eleitoral de sua coligação conquistou uma cadeira.

 

No caso da Câmara dos Deputados, o ex-prefeito Silvinho Peccioli (DEM) foi eleito para o cargo de deputado federal em 2006, com mais de 130 mil votos. Na época, porém, uma aliança com a cidade vizinha de Barueri ajudou a catapultar o gestor, antes da primeira eleição da deputada Bruna Furlan. Silvinho deixou o parlamento em 2008 para assumir a prefeit

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 139