Polícia de São Carlos já tem pista sobre suspeito de matar tatuador de Porto Ferreira

Delegado afirma que policiais ainda não conseguiram localizar o homem apontado por testemunhas; câmeras da região vão ajudar nas investigações

Publicado em 03/12/2018 23:17:46 | Por: G1 São Carlos e Araraquara e São Carlos Agora

Polícia de São Carlos já tem pista sobre suspeito de matar tatuador de Porto Ferreira
Marcos Gentil Romero, o Tsunami, de 36 anos, foi atingido com cinco tiros em São Carlos. Suspeito, que já foi identificado, fugiu após o crime nesta segunda-feira (3). - REPRODUÇÃO FACEBOOK

A Polícia Civil  de São Carlos já tem o nome de um suspeito de ter assassinado com cinco tiros, em São Carlos, no início da noite desta segunda-feira, 3 de dezembro, o tatuador Marcos Gentil Romero, o Marcos Tsunami, de Porto Ferreira. Ele é filho de Teresa Gentil e sobrinho de Nando Gentil, dentista e ex-presidente do Clube de Campo das Figueiras.

"Através da placa a PM foi até a residência [do suspeito], mas ele não foi localizado. Nós estamos solicitando as imagens das câmeras das imediações. Vamos fazer o reconhecimento do homem através de testemunhas. Se positivar representaremos pela prisão temporária ou se ele for capturado nas próximas horas ele pode ser preso em flagrante pelo crime de homicídio", disse o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Gilberto de Aquino.

O crime teria ocorrido, segundo algumas versões, devido a uma susposta briga de trânsito. O tatuador, de 36 anos, era de Porto Ferreira e foi atingido por cinco tiros. O suspeito, que já foi identificado, fugiu após o crime e não foi encontrado. A Polícia Civil investiga o caso.

Segundo a Polícia Militar, o crime aconteceu na Rua César Ricome, esquina com a Rua Episcopal, na região da Rodoviária, bem ao lado a loja da rede de supermercados Jaú Serve.

A vítima, que dirigia um Sonata com placas de Porto Ferreira, estava parada no semáforo e teria se desentendido com o motorista de um carro prata, que tentava sair do estacionamento de um supermercado.

"O motorista que estava estacionado no supermercado falou para o outro que queria sair, mas com o sinal fechado ele não tinha como avançar. Eles discutiram, o supostamente assassino deu um murro nele, foi no carro, pegou a arma e escutei os disparos. Depois ele saiu com o carro. Foi uma briga de trânsito com uma morte estúpida", disse uma testemunha ouvida pela EPTV, afiliada da TV Globo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi ao local e constatou a morte.

Vítima

Marcos Tsunami era conhecido em São Carlos por trabalhar em um estúdio de tatuagens na Rua Sete de Setembro. Ele também trabalhava em um estúdio em Porto Ferreira. O tatuador já conquistou prêmios em festivais de tatuagens na região. Ainda não há previsão de velório e enterro.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 139