Padre é afastado de igreja após acidente com carro paroquial, PM bêbado e morte

Comunicado diz que padre continua tendo vínculo com a Diocese

Publicado em 16/06/2018 17:31:54 | Por: G1 São Carlos e Araraquara

Padre é afastado de igreja após acidente com carro paroquial, PM bêbado e morte
Pedreiro morre após colisão de carro com caminhão em Araraquara, SP

 

 
Paróquia de Nossa Senhora do Vale do Sol ficará sem padre fixo em Araraquara (Foto: Tom Oliveira/ACidadeON)

Paróquia de Nossa Senhora do Vale do Sol ficará sem padre fixo em Araraquara (Foto: Tom Oliveira/ACidadeON)

A Diocese de São Carlos (SP) afastou na segunda-feira (11) o padre José Roberto Bettoni, da Paróquia Nossa Senhora do Vale, em Araraquara (SP).

De acordo com o comunicado, "o padre continua tendo vínculo com a diocese, ficando amparado em suas necessidades de assistência social, estando à disposição dos padres de Araraquara para auxiliá-los nas demandas pastorais".

No último dia 2, o carro da paróquia que Bettoni comandava foi usado por um policial militar alcoolizado que se envolveu em um acidente na Rodovia Antônio Machado Sant’Anna (SP-255). Um homem de 31 anos, que estava no banco do passageiro do veículo morreu. O PM que dirigia o carro é sobrinho do sacerdote.

Segundo a diocese, o padre Cristian Henrique Capelatto, pároco da Nossa Senhora do Carmo, assume interinamente no lugar de Bettoni.

O acidente

O acidente aconteceu no km 74 da Rodovia Antônio Machado Sant’Anna (SP-255). De acordo com a Polícia Rodoviária, o carro seguia sentido interior quando bateu com o lado do passageiro na traseira de um caminhão bitrem.

Danilo Fernando Correa que morava em Santa Lúcia (SP), morreu na hora. Após a colisão, o carro pegou fogo, mas o motorista conseguiu sair do veículo e retirar o corpo do passageiro. Tanto o PM quanto o caminhoneiro não se feriram.

Segundo a Polícia Rodoviária, Deivid Doniseti Ometto relatou que ele e o amigo voltavam de uma festa em Gavião Peixoto (SP).

O PM foi submetido ao teste do bafômetro que constatou a ingestão de bebida alcoólica, ele foi detido e solto horas depois e responderá por homícidio culposo, quando não há a intenção de matar.

Veículo da igreja

Na data do ocorrido, a Diocese de São Carlos esclareceu que os veículos paroquiais devem ser utilizados estritamente para as atividades religiosas e de locomoção dos sacerdotes, preservando a missão da igreja, ainda quando concedidos a terceiros. “Reitera que o veículo envolvido não estava a serviço da paróquia”.

Por fim, a diocese lamentou a morte e “clama pelo conforto da família e de todos prejudicados no acidente”.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 136