Após confirmação de caso de chikungunya, Porto Ferreira tem ações de prevenção

Força-tarefa com 16 funcionários está sendo feita em três bairros. Cidade está com índice de larvas do mosquito Aedes aegypti em situação de alerta.

Publicado em 04/04/2018 18:42:18 | Por: G1 São Carlos e Araraquara

Após confirmação de caso de chikungunya, Porto Ferreira tem ações de prevenção
Agentes fazem força-tarefa nas casas de três bairros de Porto Ferreira (Foto: Reprodução/ EPTV)

 

 
 
 
Após confirmação de caso de chikungunya, Porto Ferreira tem ações de prevenção

Após confirmação de caso de chikungunya, Porto Ferreira tem ações de prevenção

Após a confirmação de um caso de chikungunya em uma criança de 1 ano e 4 meses, equipes da Prefeitura de Porto Ferreira estão intensificando as ações de prevenção contra o Aedes aegypti em três bairros da cidade.

A cidade já soma cinco casos de dengue e a preocupação é grande com o índice alto de larvas do mosquito nos imóveis da cidade. Em cada 10 casas vistoriadas em 3 foram encontradas larvas, o que é considerado situação de alerta pelo Ministério da Saúde.

Operação nas casas

Uma força-tarefa com 16 funcionários está sendo feita nos bairros Jardim Salgueiro, Vila Daniel e Porto Belo.

Os profissionais orientam os moradores e fazem a limpeza em possíveis criadouros. “Assim que nós terminarmos o controle de criadouros, nós temos uma pendência que é o número de imóveis fechados em torno de 15%, porque se não a nebulização não surte efeito”, afirmou a coordenadora de Controle de Vetores, Cláudia Beozzo.

Índice de larvas

O índice de larvas nas casas chegou a 2,9, considerado situação de alerta. Quando chega a 4,0 a situação é de alto risco.

“Nós temos muitos criadouros com larvas do mosquito e onde tem mosquito tem doença. Se entrar qualquer caso positivo ou tendo mosquito nessas áreas eu tenho uma transmissão desencadeada”, afirmou Cláudia.

A vigilância pede que os moradores dos três bairros permitam a entrada nas casas para que possa ser feita a nebulização.

 
Agentes fazem vistorias nas casas de Porto Ferreira (Foto: Rodrigo Sargaço/ EPTV)

Agentes fazem vistorias nas casas de Porto Ferreira (Foto: Rodrigo Sargaço/ EPTV)

A aposentada Maria Selma Machado está acostumada com as visitas dos agentes de controle de vetores.

“Eu já tive dengue e minha filha também. Por isso a gente sabe os cuidados que a gente tem que tomar”, disse.

No quintal da casa dela há muitos vasos com plantas, mas não foram encontradas larvas. “No início o pessoal tinha muito medo de manter vasos em casa, mas não tem problema nenhum . O que a gente orienta é que esses vasos sejam furados para não ter acúmulo de água”, disse a agente de controle de vetores Mayara Fernanda Ferraz.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 136