Projeto Portas Abertas atende 84 crianças no mês de março em Porto Ferreira

Ação da BRK Ambiental leva conhecimento sobre os processos de tratamento de água e coleta e tratamento de esgoto

Publicado em 02/04/2019 13:42:10

 Projeto Portas Abertas atende 84 crianças no mês de março em Porto Ferreira
Estudantes visitando a estação de tratamento de água - DIVULGAÇÃO

Em seu primeiro mês de atividades no ano de 2019, o projeto Portas Abertas já levou conhecimentos sobre saneamento básico para 84 alunos de escolas da rede municipal de ensino de Porto Ferreira. O projeto é realizado pela BRK Ambiental, empresa responsável pelos serviços de água e esgoto do município, com o apoio do Departamento de Educação da cidade.

Realizado anualmente, o programa promove a visita de estudantes às instalações da Estação de Tratamento de Água de Porto Ferreira, onde é explicado sobre os sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no município. O objetivo é disseminar informações sobre a importância do saneamento básico para a cidade e a saúde da população.

“Nós sempre reforçamos que a água distribuída pela concessionária é potável, é uma dúvida que surge nas crianças. Elas também ficam curiosas em saber como funcionam os equipamentos e para que eles servem. Para eles, é tudo uma novidade!”, explica Marina Bosso da área de Meio Ambiente da unidade.

 

O projeto

O Portas Abertas faz parte do cronograma de ações do Projeto Técnico Socioambiental (PTS) financiado pela Caixa Econômica Federal. É desenvolvido para alunos do 5º ano das escolas municipais e, desde seu início em 2013, já contou com a participação de 4 mil estudantes. Em 2019 a expectativa é que cerca de 600 alunos participem das atividades.

No Portas Abertas, durante uma hora e meia, os visitantes aprendem, de maneira didática, todas as etapas para a produção da água que é distribuída na cidade: desde a captação, o tratamento, a reservação e distribuição, até chegar as casas, comércios e indústrias. É explicado aos estudantes como a água do rio Mogi Guaçu chega a estação, quais produtos químicos são aplicados para o correto tratamento, quais são os processos necessários para que a água atenda aos padrões de potabilidade exigidos pelo Ministério da Saúde, e como a água tratada é armazenada para distribuição.

Posteriormente, os alunos caminham entre os tanques de tratamento da água, visualizando de perto tudo aquilo que aprenderam, desde a chegada da água em estado bruto do rio até a sua saída, estando já cristalina e principalmente potável.

Após a visita ao processo de tratamento de água, os alunos retornam para a sala e recebem informações sobre o processo de coleta, afastamento e tratamento de esgoto da cidade, sobre os riscos do uso incorreto da rede de esgoto causado pelo lançamento da água da chuva na rede e o descarte de lixo, que podem causar transtornos a toda a população da cidade.

Escolas estaduais, particulares, técnicas e faculdades que tenham interesse no programa também podem solicitar a participação por meio do e-mail: kpereira@brkambiental.com.br.

 

 

 

Fotos

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 157