Marco-Rogério-Duarte

O Brasil é um país muito "engraçado" às vezes. Enquanto nos Estados Unidos da América o império da lei predomina e não perdôa ninguém – de astros de Holywood a políticos importantes, ninguém escapa da pesada pena da legislação, caso venham a infringir as leis vigentes. Por aqui, desgraçadamente o que ainda funciona em pleno Século XXI é a atividade de bons advogados e os  famosos compadrios que fazem verdade inquestionável a máxima do genial George Orwell no livro “A Revolução dos Bichos”. Para tentar justificar seus privilégios, os vilões da história, para questionar que todos são iguais perante a lei, afirmam que “TODOS SÃO IGUAIS, MAS ALGUNS SÃO MAIS IGUAIS QUE OS OUTROS”.

Que o digam o jornalista Pimenta Neves, assassino de sua ex-namorada Patrícia Gomide, réu confesso. Ele ficou anos em sua casa mesmo tendo tirado a vida de um ser humano. Quer outro exemplo? Aí vai: Thales Ferri Schoedl, assassino de Diego Modanez há cerca de dez anos no Guarujá. Apesar de ser um assassino, Schoedl continua protegido pelo Ministério Público, mantendo seu cargo e sue gordo salário enquanto o ex-jogador de basquete Fábio Pira e sua esposa Sônia choram a morte de seu filho e clamam por Justiça…

 

O estudante da USP de São Paulo morreu em 2010

O estudante da USP de São Paulo morreu em 2010 – ARQUIVO

A última vítima da TUSCA, que morreu na abertura do evento em 2015 - ARQUIVO

A última vítima da TUSCA, que morreu na abertura do evento em 2015 – ARQUIVO

 

A APRESENTAÇÃO

Faço este preâmbulo para falar sobre a famosa TUSCA (Taça Universitária São Carlos). Eu e esta baderna (desculpem-me!), festa, foi me apresentada já de uma forma nada palatável. Por volta de 1997 ou 1998 se a memória não me falha, existia na rua Dona Alexandrina um restaurante no quarteirão entre as ruas  7 de Setembro e a Major Inácio, bem ao lado da Escola Paulino Carlos.

INDIGESTÃO

Estava eu jantando tranquilamente quando fui surpreendido por um barulho infernal de buzinas, carros e motos com escapamentos abertos e outros ingredientes de poluição sonora. De abre alas do grupo seguia um sujeito bêbado com o copo em uma das mãos. Sua calça estava arreada, assim como a cueca e ele mostrava seu pênis no meio da rua. Ao seu lado uma moça fazendo topless completava a comissão de frente.

VANDALISMO 1

Era o tal Corso, desfile de abertura da TUSCA. Pessoas seguiam nos capôs dos veículos, dirigidos por motoristas que com uma mão seguravam a direção e com a outra mantinham firme a garrafa de cerveja.  Motociclistas circulavam sem capacetes. E o mais engraçado é que todo este absurdo era escoltado pela Polícia Militar

VANDALISMO 2

No dia seguinte o saldo era inquestionável: vidro da Escola Paulino Carlos quebrados, placas de trânsito destruídas, lixo por toda a parte e etc. E assim a festa me falou: – Prazer, eu sou a TUSCA…

MORTES

De lá para cá a situação da tal TUSCA só piorou. A festa é manchada de sangue e já acumula pelo menos quatro cadáveres, sendo três estudantes e uma velhinha que teve o azar de comprar pão bem no momento em que um estudante beberrão saía da maldita festa.

IMPUNIDADE

Até agora ninguém foi punido exemplarmente pelos vários crimes cometidos por este vândalos que se acham acima das leis e se julgam MAIS IGUAIS QUE OS OUTROS…

ABSURDOS 1

A TUSCA, na minha opinião, nada mais é do que um culto à imbecilidade. Os que defendem tal absurdo ou são incautos, inocentes úteis ou simplesmente canalhas intelectuais.

ABSURDOS 2

Na verdade, a TUSCA é filha dos trotes, neta das invasões de reitorias. Na USP em São Paulo um chinês foi morto durante um trote (outra tradição imbecil e criminosa), na UNESP de Franca estudantes defecaram na reitoria para “protestar” (sic) e na UNESP de Araraquara canalhas promoveram a submissão de mulheres no tal “Rodeio das Gordas”.

ABSURDOS 3

Chega a atentar contra a inteligência que alguém venha a agir desta forma. Infelizmente, existem estudantes que se acham acima das leis, que acreditam que o seu direito não termina onde termina o direito do outro e que, portanto, não há razão para respeitá-lo.

TERRITÓRIO LIVRE 1

Desta forma, querem transformar a tal TUSCA num território livre, onde beber e dirigir é permitido, assim como fazer sexo em frente a casa dos outros, urinar no portão de um desconhecido, defecar na garagem e por aí afora…

TERRITÓRIO LIVRE 2

Dia destes, o meu amigo Bil Moreira disse, na Intersom FM, que a TUSCA deu certo (sic). Deu certo para quem, cara pálida??? Para a organização que deve faturar milhões? Aí, até posso te dar razão, mas a cidade só perde com este CULTO À IMBECILIDADE! Quem discordar de mim vá explicar suas razões para as quatro famílias que choram até  hoje a morte de seus filhos…E LA NAVE VÁ…

CENSURADO!!!

Para terminar, quero esclarecer que esta coluna foi publicada no PORTAL S3 NOTÍCIAS, MAS INFELIZMENTE FOI CENSURADO PELOS MEUS EX-PARCEIROS SEM QUALQUER EXPLICAÇÃO. INFELIZMENTE, EM PLENA DEMOCRACIA E VIGÊNCIA DA LIVRE EXPRESSÃO DO PENSAMENTO, DESDE QUE NÃO HAJA ANONIMATO, GENTE QUE SOFREU COM A DITADURA MILITAR, AGE DE FORMA BASTANTE SIMILAR… LAMENTÁVEL!!! AGORA O SITE É MEU E NINGUÉM VAI ME IMPEDIR DE ESCREVER O QUE PENSO, DOA A QUEM DOER!!!