Vereadores fazem reunião com o Executivo para discutir financiamento

Após requerimento do presidente da Câmara, Gustavo Braga, a reunião foi realizada nesta terça-feira

Publicado em 12/06/2019 16:38:14

Vereadores fazem reunião com o Executivo para discutir financiamento
Vereadores, prefeito e secretários conversam sobre os projetos apresentados - DIVULGAÇÃO

Na tarde desta terça-feira (11/06) foi realizada, na Câmara Municipal de Porto Ferreira, uma reunião entre os vereadores, o prefeito Rômulo Rippa, o secretário de Infraestrutura, Obras e Meio Ambiente, Thiago Terassi, e o secretário da Fazenda, José Carlos Ruiz. Todos os vereadores participaram, com exceção do vereador Ismael da Silva (DEM) que estava de plantão na farmácia onde trabalha.

O convite para a reunião foi feito pelo presidente da Câmara, vereador Gustavo Braga (PTB), que apresentou, na sessão de segunda-feira (10/06), o Requerimento nº 202/2019 solicitando a reunião urgente.

O objetivo era esclarecer dúvidas dos vereadores referentes aos Projetos de Lei nº 22/2019 que autoriza o Poder Executivo Municipal a contratar operação de crédito com a Caixa Econômica Federal e o nº 23/2019 que autoriza o município a alienar os lotes residenciais de sua propriedade no bairro Parque Residencial José Gomes.

Também participaram da reunião o diretor geral, Dr. Ivo Hissnauer, e a procuradora jurídica, Dra. Daniele Maekawa, funcionários da Câmara, o chefe de gabinete do prefeito, Dr. Fábio Castelhano e o procurador geral do município, Dr. Lucas Peres de Lima, funcionários do Executivo. Além deles, o superintendente da Caixa Econômica Federal de Piracicaba, Marcelo Ribeiro da Silva, esteve presente.

O secretário da Fazenda iniciou a reunião fornecendo aos vereadores explicações sobre porque a contratação do crédito é viável e detalhando como as parcelas serão pagas. Após a fala, os vereadores fizeram questionamentos para sanarem todas as dúvidas.

Após a fala do secretário, foi a vez do superintendente da Caixa fornecer aos vereadores informações sobre o empréstimo e o porquê do município de Porto Ferreira ter tido esses valores liberados.

Quem também respondeu as perguntas dos vereadores foi o secretário de Infraestrutura, Obras e Meio Ambiente tendo a oportunidade de pontuar como as obras serão realizadas e informar sobre os projetos para a construção.

Por fim foi a vez do prefeito conversar com os vereadores que, na oportunidade, fizeram diversas perguntas com o objetivo de acumularem mais conhecimento sobre esse importante projeto a ser votado pela Câmara.

Com o dinheiro adquirido por meio da operação de crédito com a Caixa no valor de R$ 26 milhões, o município pretende realizar as seguintes obras: avenida Mariano Procópio (R$ 2,8 milhões), rotatória no início da avenida Mariano Procópio com a avenida Júlio de Oliveira D’Orta (R$ 200 mil), infraestrutura e pavimentação do Centro Empresarial Ferreirense (CEFER) (R$ 5 milhões), rotatória de acesso às avenidas Ângelo Ramos, Rudolf Streit e Nicolau de Vergueiro Forjaz, no centro (R$ 1,5 milhão), continuação do asfalto no Jardim Anésia (R$ 2,3 milhões), ponte do rio Santa Rosa (R$ 4,9 milhões), asfalto na Estância dos Granjeiros (R$ 3,1 milhões), alargamento da avenida Júlio de Oliveira D’Orta (R$ 500 mil), infraestrutura e pavimentação da Vila Alegrete (R$ 720 mil), recapeamentos em algumas ruas dos bairros Jardim Annibal, Jardim Águas Claras, Vila Daniel, Vila Real, Jardim Paschoal Salzano, Jardim Porto Seguro, Jardim Anésia e centro (R$ 2,58 milhões), bloquete na rua Gabriel Ferreira Felipe no Jardim Santa Cruz (R$ 100 mil) e creche na Vila Maria (R$ 2,3 milhões).

Já com a venda dos lotes do Jardim José Gomes pretende-se arrecadar R$ 3 milhões que serão investidos na aquisição do imóvel do antigo Cine São Sebastião para implantação do Teatro Municipal e na compra da gleba para a construção de 200 casas populares em parceria com a CDHU.

Ambos os projetos deram entrada no Legislativo na sessão do dia 03 de junho e entraram em caráter de urgência. Eles foram encaminhados para as comissões que serão responsáveis por analisarem e fazerem os pareceres para, então, serem colocados em votação. Além disso, os vereadores também podem sugerir emendas a ambos os projetos.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 161