SEM meias PALAVRAS – Nem R$ 3 mil e muito menos R$ 5 mil!!! Família Bellini já levou R$ 700 mil do povo de Porto Ferreira no mandato de RR

Renovamos o desafio: que o JORNAL DO PORTO abra mão das publicações oficiais e prove que não é uma empresa que sobrevive às custas do dinheiro público!!!

Publicado em 14/06/2020 14:34:30

SEM meias PALAVRAS – Nem R$ 3 mil e muito menos R$ 5 mil!!! Família Bellini já levou R$ 700 mil do povo de Porto Ferreira no mandato de RR

 

Marco Rogério Duarte 

 

Festa 1

O JORNAL DO PORTO, da solerte Família Bellini, está comemorando 43 anos. E como está comemorando! Afinal, no atual mandato, do prefeito Rômulo Rippa, o Clã da mídia impressa já embolsou R$ 700 mil!!! Isso mesmo: SETECENTOS MIL REAIS!!! Ou SETE MILHÕES DE NOTAS DE CEM REAIS!!1

Festa 2

E sabe para que este dinheiro foi gasto? Simplesmente para a publicação de leis, decretos, portarias e etc, ou seja, atos oficiais do governo municipal. Como nossa Constituição Federativa proclama que não cabe a ninguém o desconhecimento da lei, sempre foi uma tradição a publicação dos atos oficiais em jornais impressos.

Mudanças 1

Porém, isso durou até o surgimento da internet. Hoje pouquíssimos órgãos públicos publicam documentos oficiais em jornais impressos. Por dois motivos: o primeiro é a decadência do jornalismo impresso, que vive um processo de extinção em todo o planeta.

Mudanças 2

O segundo motivo é que, publicando no site oficial da Prefeitura (como ocorre em milhares de municípios brasileiros), o prefeito destas localidades acertam duas vezes: primeiro porque economizam uma montanha de dinheiro e segunda porque, publicando no site oficial, coloca a publicação ao alcance de todo o planeta e não só de 200 ou 300 leitores que ainda se informam através de jornal impresso.

Paradoxo 1

Aliás, a postura do atual prefeito Rômulo Rippa de insistir em continuar publicando atos oficias no JORNAL DO PORTO se confronta com seu discurso de modernidade.

Paradoxo 2

Recentemente, Rippa enviou para a Câmara Municipal o projeto de lei que cria o Diário Oficail Eletrônico e que pode causar uma economia entre R$ 800 mil a R$ 1 milhão em cada mandato. E nós perguntamos, por quê o senhor recuou e pediu a retirada do projeto de lei, caro prefeito?

Economicidade

Afinal, com a economia desta dinheirama, a Prefeitura poderia abastecer o estoque de remédios de uso contínuo e também  melhorar e ampliar os tratamentos odontológicos. Afinal, atualmente quem precisa de um tratamento de canal, por exemplo, tem que gemer com dor de dente até 60 dias antes de ser atendido.

Descrédito 1

Além do mais, fica mais nítido a cada dia que o JORNAL DO PORTO é uma empresa sanguessuga do dinheiro público, que não existiria se a Prefeitura não descarregasse este caminhão de grana lá. O jornal conta tanto com este dinheiro que sequer possui um departamento comercial para vender publicidade, como todos os demais!!!

Descrédito 2

Aliás, em quatro anos o jornal NUNCA  fez uma crítica que seja ao atual prefeito, mesmo em situações polêmicas como o fechamento da Escola Sud Mennucci, a perseguição a pequenos empreendedores, e etc.

Condenado

Outra coisa que o JORNAL DO PORTO não comenta é que FOI CONDENADO  a indenizar dois policiais militares em aproximadamente R$ 40 miil, que segundo a justiça, foram vítimas de excessos cometidos pelo semanário durante o chamado Caso Barbon.

Achaques

Aliás, o falecido repórter Luis Carlos Barbon, segundo policiais, jornalistas e empresários de Porto Ferreira e região, fez  carreira extorquindo e chantageando pessoas e, mesmo assim, encontrou guarida no JORNAL DO PORTO, onde escrevia regiamente. Mas estas coisas o JP não publica...

Omissão

Aliás, sobre o “Caso da Rachadinha” que envolve o engenheiro e empresário Roberto Paulo Valeriani Ignátios, o jornalista e ex-sócio do JORNAL DO PORTO, Carlos Augusto Colussi e o ex-candidato a vereador Emerson Lucindo, o “Chu”, namorado de Roberto Paulo, o JP não publicou sequer uma linha, mostrando o quanto é OMISSO!!!

Poderosos

O JP adora puxar o saco de quem está no poder e também de famílias tradicionais e poderosas de Porto Ferreira e região. Por isso, defende seu ex-sócio, a quem tanto atacaram recentemente e se omite para não criticar o Dr. Roberto Paulo...

Gilson Strozzi

Aliás, o saudoso Gilson Strozzi já dizia que o Sr. João Roberto Bellini era um instrumento do “promessão”, que na fala de Strozzi, seria o ex-prefeito Dorival Braga. O fato é que João Roiberto Bellini sempre foi ligado ao Clã Braga, sendo, inclusive sócio da Rádio Porto FM no seu início no final dos Anos 1980.

NOVO DESAFIO 1

Em 2019 lancei um desafio ao Clã Bellini: que eles abrissem mão das publicações oficiais  e provassem ao povo ferreirense que seria uma empresa séria e saudável e que sobreviveria sem dinheiro público, calando minha boca!!!

NOVO DESAFIO 2

O desafio está renovado: Clã Bellini, abra mão das publicações da Prefeitura e da Câmara, sobrevivam da venda de jornais em bancas, das assinaturas e da publicidade!!! Será que desta vez aceitarão o desafio ou se acovardarão novamente???

“Super” de “Confiança”

Tem um sujeito que é de confiança de todos os prefeitos que passam por Porto Ferreira. Pode isso, Arnaldo???

Surra

Fiquei sabendo que um dos membros do chamado “Triângulo das Bermudas” levou uma surra de um agiota esta semana em frente à agência do Banco do Brasil. O moço teria passado um grande número de cheques sem fundos do Dr. e o credor não estava para brincadeiras. Resultado: UFC Caipira!!!

ISS 1

O intrépido e atuante vereador prof. Sérgio Rodrigo de Oliveira (DEM) conseguiu driblar o "Anão dos R$ 100 mil" e apresentou na Sessão Ordinária da última segunda-feira, 8 de junho, o Anteprojeto de Lei nº 07/2020, que institui o Programa de Incentivo Fiscal, mediante redução de alíquota do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza), em 2%. Uma ótima ideia

ISS 2

Essa proposta foi uma promessa do vereador feita na última semana como medida de enfrentamento à crise econômica por conta da COVID-19.

ISS 3

A fixação do imposto em 2% deverá ser aplicada a todos os serviços listados no Anexo II do Código Tributário Municipal – contribuintes, pessoas físicas e jurídicas estabelecidas em Porto Ferreira que exerçam atividades econômicas - pelo período de 90 dias.

ISS 4

O requerimento anterior a este Anteprojeto de Lei previa a redução de 50% nas alíquotas, mas como muitas atividades estão na faixa dos 3%, se tornaria inconstitucional e em desacordo com a lei federal que determina o teto mínimo em 2%. Por isso o vereador elaborou a proposta de redução ao teto mínimo beneficiando os prestadores de serviços e comércios que pagam a taxa de 3 a 5%. Parabéns ao vereador pela iniciativa.

Deus me dê grana!!!

E em homenagem a todos que vivem às custas do dinheiro público e também a todos que passam por dificuldades financeiras atualmente, oferecemos “Deus me dê grana” do infame Camisa de Vênus!!!

 

Bem, pessoal, por hoje é só! Voltaremos na quarta-feira com mas informações. Até lá! Se você gostou da coluna, indique aos seus amigos, mas se não gostou, indique aos seus inimigos...

 

Abraços a todos...

 

 

 

 

Deus Me Dê Grana

Camisa de Vênus

 

Senhor vou lhe falar

Nunca pedi assim

Sempre rezei pros outros

Mas desta vez é pra mim.

Perdi tudo que eu tinha

Sei que fiz muita besteira

Mas se você não achar meu bolso, Deus

Por favor coloque na carteira.

 

Se eu fico aqui parado nesta bobeira sem fim

Logo, logo "os homi" vão estar atrás de mim

Você tá numa boa, é o dono do paraíso

Então me empresta uns trocados, Deus, é só disso que eu preciso

 

Deus, me dê grana

Deus, por favor

Deus, me dê grana

Seu filho tá na de horror

Seu filho tá na de horror

 

De manhã bem cedo alguém bate em minha porta

É a proprietária que eu sonhei estava morta

Pulo pela janela na maior correria

Mas é muito difícil, Deus, com a barriga vazia

 

Deus, me dê grana

Deus, por favor

Deus, me dê grana

Seu filho tá na de horror

Seu filho tá na de horror

 

Quando passa aquela loira que mora aqui do lado

Só de imaginar eu fico super excitado

Mas como eu posso amar uma treta decente

Se até me falta pasta, Deus, pra escovar os dentes

 

Deus, me dê grana

Deus, por favor

Deus, me dê grana

Seu filho tá na de horror

Seu filho tá na de horror

 

Senhor, eu sei que você é gente fina

Sei também que dureza nunca foi a minha sina

Aceito de bom grado uma bolada qualquer

Pode me dar em cheque, Deus, ou em dollar se puder

 

Deus, me dê grana

Deus, por favor

Deus, me dê grana

Seu filho tá na de horror

Seu filho tá na de horror (2x)

 

Vídeo

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 186