Saúde deve receber R$ 800 mil de emendas parlamentares

Deputado Herculano Passos intermediu audiência com o Ministro da Saúde

Publicado em 21/11/2019 11:01:07

Saúde deve receber R$ 800 mil de emendas parlamentares

 

Os secretários de Saúde, Marcos Palermo, de Planejamento e Gestão, Caco Colenci e a chefe de gabinete da SMS, Vanessa Soriano, estiveram no início da semana em Brasília e acompanhados do deputado federal Herculano Passos se reuniram com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Na pauta da reunião a liberação de emendas parlamentares para a área da saúde.

No dia 6 de novembro passado a Secretaria de Saúde protocolou ofício no Ministério da Saúde (Ofício nº485/2019) solicitando ao Ministro que as emendas aprovadas fossem empenhadas. “Encaminhamos o ofício com a relação anexa das emendas parlamentares repassadas ao Fundo Municipal de Saúde de São Carlos no ano de 2019, onde constam os valores aprovados, mas que ainda não tinham sido empenhados”, explica a chefe de gabinete da SMS, Vanessa Soriano.

Nessa semana, com apoio do deputado federal Herculano Passos, foi confirmada a audiência em Brasília. “No total são 5 emendas, sendo duas do deputado Vicente Paulo da Silva (Vicentinho), uma no valor de R$ 226.300,00 e outra de R$ 33.000,00, uma do deputado Ivan Valente no valor de R$ 149.700,00, o deputado Orlando Silva destinou R$ 310.387,00 e o deputado Nilto Tatto  outros R$ 100.000,00”, explica Marcos Palermo, secretário municipal de Saúde.

A emenda de R$ 226.300,00 será utilizada para aquisição de equipamentos como oxímetro de pulso, monitor multiparâmentros, otoscópio simples e computadores para a UPA da Vila Prado. Já os R$ 33.000,00 devem ser utilizados para a compra de materiais permanentes para o Centro Municipal de Especialidades (CEME), como mesas ginecológicas. A emenda de R$ 149.700,00 será destinada ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) para aquisição de novo grupo gerador estacionário silenciado. As emendas de R$ 310.387,00 e de R$ 100.000,00 serão utilizados na rede de atenção básica, composta pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Saúde da Família (USF).

O término do centro cirúrgico do Hospital Universitário, o aumento do teto MAC (teto financeiro de média e alta complexidade) e convênio da UPA do Cidade Aracy também fizeram parte da pauta da reunião.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 172