Moro decreta prisão de Lula; confira a repercussão

Juiz deu até as 17h de sexta para o ex-presidente se apresentar à PF em Curitiba

Publicado em 05/04/2018 20:08:19 | Por: PORTAL VEJA

Moro decreta prisão de Lula; confira a repercussão
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chega em seu apartamento em São Bernardo do Campo, após ter pedido de Habeas Corpus negado pelo STF - 04/04/2018 (Marcelo Chello/AP)

 

 

19:59 – Políticos de esquerda vão para São Bernardo

Políticos de partidos de esquerda estão a caminho de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva farão uma vigília na sede do Sindicato dos Metalúrgicos contra o pedido de prisão determinado pelo juiz Sérgio Moro. A expectativa é Lula faça um pronunciamento, talvez o último discurso antes de se entregar às Polícia Federal. A deputada Manuela D’Ávilla, pré-candidata do PC do B à Presidência, o ex-prefeito Luiz marinho, que concorrerá ao governo de São Paulo, e uma série de parlamentares comparecerão. A CUT e o movimento dos sem-teto (MTST) convocaram seus militantes.


19:55 – Políticos protestam contra prisão de Lula: ‘tempos de ditadura’

Políticos de esquerda se manifestaram no Twitter após o juiz Sergio Moro decretar a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta quinta-feira.

presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, senadora Gleisi Hoffmann (PR), postou: “Prisão política, que reedita os tempos da ditadura“.

Gleisi Hoffmann
 
@gleisi
 
 

Violência sem precedentes na nossa história democrática. Um juiz armado de ódio e de rancor, sem provas e com um processo sem crime, expede mandado de prisão para Lula, antes de se esgotarem os prazos de recurso. Prisão política, que reedita os tempos da ditadura

 


19:47 – Imprensa internacional noticia mandato de prisão contra Lula

Poucos minutos após o anúncio de que o juiz Sergio Moro havia emitido um mandato de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a imprensa internacional começou a noticiar o fato. As primeiras notas vieram das agências internacionais de notícia Reuters (do Reino Unido) e Associated Press (também chamada de AP, dos Estados Unidos).

Ambas agências emitiram as notas em caráter de urgência para veículos de imprensa do mundo todo.


19:39 – Presidente da CUT convoca ‘resistência’ nas ruas

presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, gravou um vídeo na noite desta quinta-feira pedindo que militantes de esquerda e sindicalistas saiam às ruas e marchem até a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. “É hora de resistência e manifestação contra essa aberração”, diz o sindicalista no vídeo de pouco mais de 2 minutos. Freitas também pede que sejam realizados atos em frente a fábricas amanhã e que manifestantes do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul se instalem em frente o prédio da Polícia Federal.

19:35 – No ápice da ‘via crucis’ de Lula, site do PT sai do ar

PT pretendia transmitir a prisão de Lula ao vivo por diferentes canais do partido. O principal deles, porém, o site oficial da legenda saiu do ar, provavelmente pela grande quantidade de acessos após o anúncio de que o ex-presidente irá para a cadeia nas próximas horas.


19:26 – Senador petista compara prisão de Lula com condenação de Gandhi

senador Humberto Costa (PT-PE) fez uma postagem em sua página noFacebook comparando a prisão de Lula com a condenação do ativista Mahatma Gandhi.

“Condenado por amar seu povo e revolucionar uma nação”, diz a postagem. Não é para tanto.


19:15 – MTST já se dirige ao Sindicato dos Metalúrgicos

A Ocupação Povo Sem Medo já está se dirigindo, em grande volume, aoSindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, contra a prisão do ex-presidente Lula.

Trata-se do segundo maior acampamento do MTST, com 8 mil pessoas em uma área de 60 mil metros quadrados na cidade do petista.


19:07 – ‘Lula preso amanhã’ entre os assuntos mais comentados do mundo

A ordem de prisão contra Lula já ganhou o mundo, poucos horas após ser decretada. Neste momento, os termos “Lula preso amanhã” e “Moro”, ocupam os trending topics mundial do Twitter, na oitava e décima posições, respectivamente.

Na relação de assuntos mais comentados no Brasil, lógico, a situação do ex-presidente encabeça a lista.


19:01 – Manifestante anti-Lula é atropelado após tumulto em SP

Um manifestante que protestava contra o ex-presidente Lula se feriu após uma confusão na saída do senador Lindbergh Farias (PT-RJ) do Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, em SP. Ele foi empurrado e bateu cabeça num caminhão que passava na rua. Após o incidente, ele se levantou e foi encaminhado ao hospital São Camilo.

 Manifestante ferido em frente o Instituto Lula

Manifestante ferido em frente o Instituto Lula (//VEJA)

18:59 – As recomendações de Roberto Jefferson para Lula na cadeia

Roberto Jefferson foi ao Twitter dar seu parecer acerca da iminente prisão do ex-presidente Lula.

Escreveu: “Não tenho sentimento de vingança em relação a Lula. Também não comemoro sua prisão. Já passei por isso e sei o quanto uma prisão é desumana”.

O ex-deputado ainda fez recomendações ao petista no período em que estará na cadeia. “Resignação, paciência, humildade, calma. Que saiba tirar as lições necessárias”, completou.


18:59 – Lindbergh: ‘Moro é um patético serviçal do capital’

Assim que Sergio Moro decretou a prisão de Lula, Lindbergh Farias partiu para o ataque, obviamente.

Nas redes sociais, ele escreveu que o magistrado terá lugar guardado no “lixo da história” e o classificou como “um patético serviçal do capital”.


18:50 – Ônibus da caravana foi alvejado por dois tiros de garrucha, diz perícia

A perícia do Instituto de Criminalística do Paraná afirmou que dois disparos de uma arma de calibre 320 atingiram um dos ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Paraná.

De acordo com o perito Inajar Kurowski, os disparos vieram de um atirador que estava a 5,86 metros do chão, distante cerca de 18 metros do ônibus. O atirador teria feito os disparos quando o ônibus já havia se distanciado do local em que ele estava. “É uma arma de calibre fraco que nem se vende mais. É algo como uma garrucha”, disse Inajar.


18:45 – Marco Aurélio admite levar para STF decisão sobre liminar contra prisão

ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse hoje que cogita levar para o plenário da corte Federal um pedido de advogados para impedir a prisão de condenados em segunda instância. A discussão acontece logo depois de o STF rejeitar pedido de habeas corpus preventivo da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


18:41 – Boulos sobre Lula: ‘Não assistiremos passivamente’

Pré-candidato do PSOL ao Planalto, Guilherme Boulos foi às redes sociais protestar contra a ordem de prisão contra o ex-presidente Lula.

Coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Boulos afirmou que “haverá resistência democrática” e que “não assistiremos passivamente” a ordem de Moro.


18:41 – Ex-presidente sai do Instituto Lula

O ex-presidente Lula saiu do Instituto que leva o seu nome. Ele está sendo perseguido por jornalistas e fotógrafos.


18:21 – Senador convoca vigília na casa de Lula

Após a ordem de prisão expedida pelo juiz Sergio Moro, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) foi às redes sociais convocar uma vigília na frente da casa de Lula, em São Bernardo do Campo.

O petista pede para que os aliados cheguem a partir das 5h da manhã.


18:15 – Veja a íntegra da decisão de Moro que mandou Lula à prisão

Leia aqui a íntegra da decisão de Moro.

O juiz também vetou a “utilização de algemas em qualquer hipótese” e disse que, também “em razão da dignidade do cargo ocupado”, foi preparada uma sala reservada para o petista cumprir inicialmente a pena. “Esclareça-se que, em razão da dignidade do cargo ocupado, foi previamente preparada uma sala reservada, espécie de Sala de Estado Maior, na própria Superintendência da Polícia Federal, para o início do cumprimento da pena, e na qual o ex-presidente ficará separado dos demais presos, sem qualquer risco para a integridade moral ou física”.


18:06 – Moro determina a prisão de Lula

O juiz Sergio Moro determinou a prisão do ex-presidente Lula. A decisão aconteceu pouco depois do TRF-4, de Porto Alegre, autorizar o magistrado a emitir essa ordem.

Na decisão, abriu ao petista a “oportunidade” de se apresentar voluntariamente à Polícia Federal de Curitiba até às 17h da próxima sexta-feira, dia 6, “em atenção à dignidade [do] cargo que ocupou”.

 

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 129