Ministério Público vai investigar “Caso da Rachadinha” no Governo Airton Garcia

Carlos Colussi, “Chu” e Inigo formam o trio envolvido no escândalo que ocorria na Secretaria de Planejamento da Prefeitura de São Carlos

Publicado em 29/05/2020 20:56:38

Ministério Público vai investigar “Caso da Rachadinha” no Governo Airton Garcia
Chu, Colussi e Inigo: o primeiro acusa o segundo de lhe pagar mensalmente a mando do terceiro - FOTOS: REDES SOCIAIS

Marco Rogério

O rumoroso caso da suposta “rachadinha” realizada na Secretaria de Planejamento , Orçamento e Gestão do governo do prefeito Airton Garcia (PSL), vai ser investigado pelo Ministério Público Estadual. O vereador de São Carlos, Elton Carvalho (Republicanos) protocolou na tarde desta sexta-feira, 29 de maio, uma representação  pelo site  do Ministério Público contra o chefe de gabinete da Pasta, Carlos Augusto Colussi. Chu ainda não revelou se há envolvimento do prefeito Airton nos supostos crimes. Ele afirma que o caso tem todas as características de improbidade administrativa promovida pelos três envolvidos nas irregularidades.  

O pedido de investigação apresentado por Carvalho à Promotoria se baseia em reportagens exclusivas publicadas pelo Portal Fala Porto na última quarta-feira  com o título “Ex-namorado de secretário do Governo Airton Garcia acusa chefe de gabinete de aceitar “rachadinha” no atual mandato

Colussi é acusado por Emerson Tadeu Lucindo o “Chu”, de repassar para ele, “Chu”, mensalmente, entre 2017 e 2018, “mensalinhos” no valor de R$ 1.500,00. A “rachadinha” promovida por Colussi em favor de “Chu” teria sido, segundo o denunciante, uma exigência do então secretário municipal de Planejamento, o engenheiro Roberto Paulo Valeriani Ignátios. À época, Roberto Paulo e “Chu” eram namorados.

Os repasses mensais de Colussi para “Chu” eram realizados através de transferências bancárias entre contas do Banco Santander.  A reportagem do FALA PORTO mostrou os comprovantes de transferências, repassadas ao Portal pele denunciante “Chu”. Carvalho anexou a reportagem e os documentos na representação.

Colussi também é jornalista e já foi sócio da família Bellini no tradicional JORNAL DO PORTO.

Além disso ele também atua como professor há vários anos no campus de Porto Ferreira da  UNICEP (Centro Universitário Central Paulista).  A reportagem também possui gravações telefônicas onde Chu revela o esquema da “rachadinha”.

Os namorados Chu e Roberto Paulo terminaram o relacionamento amoroso, em 2019. O romance durou cerca de 17 anos.  Chu, inclusive, move contra Roberto Paulo um processo na Justiça Cível de  Porto Ferreira um processo buscando a configuração da situação de “união estável” entre ambos, exigindo o pagamento de pensão de alimentos e outras indenizações do ex-secretário de São Carlos. Um dos autores da ação seria o advogado Vagner Escobar. Em algumas noites em Porto Ferreira, Roberto Paulo frequentava os bares de Porto Ferreira vestido de mulher. Inigo destacou-se politicamente no municipio de Santana do Parnaíba, na Grande São Paulo, onde reside atualmente. Ele foi secretário de Planejamento daquele município por vários anos.

OUTRO LADO - A reportagem não conseguiu falar com Colussi e Inigo para comentarem o assunto. 

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 181