Alan João questiona fechamento do Museu Histórico Flávio da Silva Oliveira

Parlamentar socialista, que é líder do prefeito na Câmara, fica irritado com fofocas de cabideiros da atual gestão sobre seu mandato

Publicado em 09/06/2019 08:09:38

Alan João questiona fechamento do Museu Histórico Flávio da Silva Oliveira
Alan João deixa claro que seu cargo de líder de governo não o anula enquanto vereador - divulgação

Alan  João questiona fechamento do Museu Histórico Flávio da Silva Oliveira

O vereador Alan João (PSB) anunciou, em sua página no Facebook, que apresentou, na Câmara Municipal de Porto Ferreira, um requerimento questionando o prefeito Rômulo Rippa e membros de seu governo sobre o fechamento do Museu Histórico e Pedagógico Professor Flávio da Silva Oliveira”.

“De acordo com o que fora dito por um cargo de confiança quanto à ‘inutilidade’ do requerimento apresentado e a minha opinião em relação à ‘inutilidade’ da resposta, acabo de ingressar, para a próxima sessão, com outro requerimento questionando a Secretaria de Cultura sobre os motivos do fechamento do Museu Histórico e Pedagógico Prof. Flávio da Silva Oliveira, bem como se há previsão para o retorno das atividades, entre outras indagações, com o intuito de promover transparência e publicidade à população”, ressaltou o vereador.

ASNEIRAS - As bobagens ditas pelos corredores do Paço Municipal por servidores que estão em cabide de empregos e não tem o que fazer,  chegaram aos atentos ouvidos do vereador Alan João (PSB), líder do governo na Câmara.  

 

Leiam, abaixo, na íntegra, o desabafo do vereador Alan João

“Há cerca, mais ou menos, de um mês, apresentei 9 requerimentos, tendo a maioria deles caráter informativo e de prestação de contas à população. Após isso, fui alvo de críticas por parte de poucas pessoas que exercem funções de cargo de confiança. Cumpre salientar, poucas pessoas. Aliás, que têm como uma de suas obrigações, responder os requerimentos. As quais proferiram em rodinhas de conversa: “Nossa, pra quê tanto questionamento?”, “Ele como líder do governo não tem que mandar requerimento!” e “Esse requerimento é inútil!”.

Pois bem, importante explicar para essas pessoas, que ser líder do governo não me anula como vereador. O líder do governo é uma função essencial para que o Poder Executivo estabeleça um diálogo produtivo com a Câmara Municipal, além de defender as ações e projetos de relevância para a sociedade, oriundos do Governo. Por outro lado, a função de vereador é de total representatividade do povo, o símbolo da democracia, que está ali para dar voz ao cidadão, além de fiscalizar, legislar e auxiliar a Prefeitura em seus atos.

Cito um caso específico: o requerimento sobre o Museu Municipal fora chamado de “inútil”. E sabem o que perguntei? A respeito das atividades ali oferecidas à população, os horários de atendimentos, bem como se havia ou haverá funcionamento aos finais de semana e outras programações especiais para atrair o cidadão e, por fim, qual era a quantidade mensal de visitantes. Isso é inútil? Solicitar informações visando, sobretudo, a elaboração de um projeto ou até mesmo parcerias junto a deputados, não pode, jamais, ser chamado de inútil.

O vereador, como autoridade e representante direto da população, tem direito de colher quaisquer informações que julgar pertinentes e torná-las públicas para o munícipe. Como bem disse na sessão: defendo semanalmente o governo, porque acredito na competência, credibilidade e compromisso deste para com a cidade de Porto Ferreira.

O respeito e harmonia entre todos nós devem prevalecer, porque em primeiro lugar está a cidade. É pra isso que exercemos tais funções. Obrigado a tod@s, mais uma vez, pelo apoio de sempre!”

OUTRO LADO 

Devido a questionamentos e comentários sobre o suposto fechamento do Museu Histórico de Pedagógico Professor Flávio da Silva Oliveira, viemos informar que este equipamento está aberto e nunca foi fechado. Em virtude de seu remodelamento estrutural e manutenção do acervo, a exposição permanente do Museu encontra-se temporariamente indisponível à visitação, a fim de garantir a segurança e preservação do acervo histórico do município. A atual administração do Museu tem trabalhado com afinco para regularizar o aparelho junto ao Sisem (Sistema Estadual de Museus), algo inédito na história do órgão, por meio de uma série de procedimentos burocráticos naturais ao serviço público.

O fechamento temporário de exposição permanente é um procedimento muito comum em grandes museus e instituições do Brasil e do mundo. Isto porque o local deve receber manutenção necessária e os objetos do acervo precisam de cuidados para sua preservação.

Estima-se que essa regularização se dará a partir de 120 dias a contar da presente data.

Portanto, o Museu municipal não está fechado, vem realizando várias atividades e exposições itinerantes em seu espaço e atendimento para os cidadãos interessados em realizar pesquisas no acervo.

Por fim, a mesma gostaria de deixar claro que têm realizado enormes esforços para melhorar o espaço físico e histórico-cultural do Museu e, em breve, todas as atividades serão regularizadas, o que nos encherá de júbilo.

A Secretaria de Cultura e o Museu Municipal estão à disposição para esclarecimento de eventuais dúvidas e maiores informações.

Vinicius Carlos da Silva - Chefe de Seção de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural

Régis Radael Berretta - Secretário de Cultura

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 158