PM embriagado mata vendedor a tiros em Porto Ferreira e acaba preso após fugir pela Anhanguera

Crime aconteceu em Porto Ferreira (SP) e teria sido motivado após discussão, segundo o boletim de ocorrência.

Publicado em 15/05/2018 16:23:29 | Por: G1 São Carlos e Araraquara

PM embriagado mata vendedor a tiros em Porto Ferreira e acaba preso após fugir pela Anhanguera
Willian Fadel levou dois tiros de PM em Porto Ferreira (Foto: Arquivo Pessoal) Willian Fadel levou dois tiros de PM em Porto Ferreira (Foto: Arquivo Pessoal)

Um policial militar de Porto Ferreira (SP) foi preso após matar um vendedor com dois tiros e fugir pela Rodovia Anhanguera (SP-330) na noite de segunda-feira (14). Segundo a Polícia Civil, o homicídio teria sido motivado por uma discussão.

O PM Denílson Felipe Francisco, de 20 anos, foi detido em Pirassununga (SP) após perseguição pela SP-330. Segundo informações do boletim de ocorrência, um teste de bafômetro confirmou que o soldado estava embriagado. O G1 tentou contato com a assessoria de imprensa da PM, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

O policial foi indiciado por homicídio doloso qualificado consumado (pela morte do vendedor), tentativa de homicídio (por colocar em risco a vida de outras pessoas durante a fuga) e por embriaguez ao volante. O vendedor William Fadel, de 39 anos, foi socorrido até o Posto de Saúde Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Os tiros acertaram a região do crânio e do abdômen da vítima. Ele será enterrado nesta terça-feira (15) na cidade.

O crime Segundo o B.O., o crime aconteceu por volta das 22h no pátio de um posto de combustíveis localizado na Avenida João Martins da Silveira Sobrinho, na Vila Maria. O vendedor estava no local com a mulher e um grupo de amigos quando ele teria se desentendido com o PM.

O policial teria ido até o carro, sacado uma pistola Taurus calibre ponto 40 e disparado em direção à vítima. Dois policiais militares que estavam próximos ouviram os tiros e foram até o local, conhecido na cidade como Posto Seis. Ao chegarem, os PMs viram um suspeito entrar em um carro modelo Tucson e fugir em direção à Rodovia Anhanguera no sentido capital. Os policiais fizeram um acompanhamento do veículo e pediram apoio para um cerco próximo ao pedágio em Pirassununga.

Durante a fuga, o PM que dirigia a Tucson acabou batendo na traseira de um Fiat Pálio. Três pessoas que estavam no carro sofreram ferimentos leves. Mesmo com o veículo danificado ele continuou a fuga até perder o controle da direção e parar no canteiro central da rodovia. De acordo com o boletim de ocorrência, durante a abordagem o motorista se identificou como soldado da PM e disse que não tinha nada a declarar.

A pistola usada no crime estava no banco do passageiro do carro. Ainda de acordo com o B.O., o PM “exalava odor etílico, andar vacilante e voz pastosa”. Um teste em aparelho de ar alveolar pulmonar, o popular bafômetro, indicou 0,98 mg/l, sendo tolerado até 0,33 mg/l, segundo boletim de ocorrência.

O PM passou por exame de corpo de delito no pronto-socorro e foi conduzido ao Plantão da Polícia Judiciária, onde o delegado Eduardo H. Palmeira Campos ratificou a voz de prisão. A audiência de custódia ocorre nesta terça-feira no Fórum Criminal de Porto Ferreira.

Fotos

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 131