PM da Rota é morto a tiros em Santos (SP) durante a folga

Cabo Gonçalves estava de folga e, de acordo com imagens das câmeras de segurança da rua, foi atacado pelas costas; a PM montou uma operação para identificar e prender o autor dos disparos

Publicado em 26/04/2019 13:05:08 | Por: PORTAL PONTE.ORG

PM da Rota é morto a tiros em Santos (SP) durante a folga
Cabo Gonçalves era da 2ª Cia da Rota, lotado no 1º BPChoque | Foto: arquivo pessoal

 

O Cabo PM Gonçalves da 2° Companhia de Rota, lotado no 1° BPChoque, foi assassinado com pelo menos 5 tiros, às 20h30 desta quinta-feira (25/4), durante sua folga, em Santos, no litoral sul paulista. De acordo com imagens das câmeras de segurança da rua, o policial é surpreendido pelo atirador que chega pelas costas. Um grupo de pessoas que estava em um bar próximo do local do crime observam a movimentação do atirador que passa correndo, efetua os disparos e volta pelo mesmo caminho. Segundo testemunhas, havia um comparsa do atirador aguardando em uma moto.

Quando foi atingido, o policial estava na Avenida Haroldo de Camargo, Jd. Castelo, zona noroeste de Santos, e chegou a ser socorrido e levado até uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) próxima do local, mas não resistiu aos ferimentos. A PM montou uma operação especial na baixada santista desde a noite desta quinta-feira para tentar identificar e prender o autor do crime. Em nota, a corporação informa que trabalha com a possibilidade de a ação de ter sido cometida por dois indivíduos e pede a colaboração da população pelo disque-denúncia (181) ou pelo telefone de emergência (190).

Nas redes sociais, muitas mensagens em repúdio ao ocorrido com Cabo Gonçalves. A página no Facebook “Rota Comando-SP” emitiu nota de pesar pela perda, falou em “latrocínio” e disse que a “morte não ficará impune”. Na mesma página, seguidores conclamam os policiais a “cancelar vários CPFs”. Outro seguidor afirma que deseja “acordar com boas notícias. Faxina completa”.

Não há informações sobre a motivação para o crime, mas a Ponte teve acesso a áudios que levantam suspeitas de uma possível vingança. Cabo Gonçalves teria participado de uma ação em 2016, na Grande São Paulo, que terminou com a morte de um suposto integrante do PCC (Primeiro Comando da Capital) e teria, nesta quinta-feira, sido citado em audiência ocorrida no Fórum de Osasco.

 

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 165