Delegado detalha morte de Yasmin e fala sobre a frieza do assassino de 17 anos: "ele disse que matou apenas para ver como é". CONFIRA A ENTREVISTA EM VÍDEO

Detido pela polícia, casal de criminosos juvenis não mostrou arrependimento pelo bárbaro assassinato

Publicado em 11/06/2019 11:25:15 | Por: PORTAL MORADA DO SOL

Delegado detalha morte de Yasmin e fala sobre a frieza do assassino de 17 anos:
O delegado Fernando Bravo se assustou com a frieza dos assassinos PORTAL MORADA DO SOL

Depois de ser detido pela polícia, o assassino confesso da jovem Yasmimn da Silva Nery, um jovem de 17 anos, deixou o delegado titular da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Fernando Bravo, pasmo com a frieza do adolescente que não teria mostrado arrependimento mesmo após ter cometido um crime tão bárbaro. "Ele matou para saber como era tirar a vida de uma pessoa", fala o delegado.

O adolescente confessou ter assassinado e esquartejado o corpo da adolescente Yasmin, de apenas 16 anos no município de Araraquara (SP). Ele disse à Polícia Civil que desejava matar para ver como é. Esse foi o principal motivo do crime contra a vítima que foi escolhida ao acaso. O suspeito e a namorada, que ajudou no transporte das partes do corpo, foram detidos nesta segunda-feira.

O delegado Fernando Bravo, relata que os criminosos juvenis não demonstraram arrependimento. "Ele contou que a parte do corpo guardada na casa dele era um troféu. Pouco antes de deixar a delegacia, disse que não estava arrependido. A namorada apresentou algum arrependimento na frente da mãe, mas quando ela estava com a gente até dava risada do que estava acontecendo".

A Polícia encontrou algumas partes do cadáver da estudante Yasmin da Silva Nery na tarde de ontem (10). Ela estava desaparecida desde a tarde de domingo (9). A polícia ainda procura por partes do corpo que foram jogadas na rede de esgoto. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae) devem auxiliar as buscas hoje. 

Vídeo

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 158