Corregedoria apreende arsenal de guerra nas mãos de PMs da região; Força Tarefa esteve em Porto Ferreira

Ao todo, foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão, além de 07 mandados de prisão entre as cidades de São Carlos (SP), Ibaté (SP), Dourado (SP), Ribeirão Bonito (SP), Descalvado (SP), Porto Ferreira (SP) e Santa Rita do Passa Quatro (SP),

Publicado em 24/07/2020 08:13:03 | Por: PORTAL PRIMEIRA PÁGINA

Corregedoria apreende arsenal de guerra nas mãos de PMs da região; Força Tarefa esteve em Porto Ferreira

A Corregedoria da Polícia Militar do Estado de São Paulo, deflagrou desde às primeiras horas da manhã desta quinta-feira (23), uma operação para o cumprimento de mandados contra policiais militares, incluindo alguns já na reserva da corporação, expedidos através do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo, em todos os municípios da área do 38º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) em São Carlos (SP).

Ao todo, foram expedidos 12 mandados de busca e apreensão, além de 07 mandados de prisão entre as cidades de São Carlos (SP), Ibaté (SP), Dourado (SP), Ribeirão Bonito (SP), Descalvado (SP), Porto Ferreira (SP) e Santa Rita do Passa Quatro (SP), que resultaram em diversas averiguações e diligências, que cominaram na apreensão de drogas, armas, munições de calibres pequenos e grandes intactas, além de granadas e um colete balístico, entre demais itens.

Crimes de flagrantes delitos já foram registrados junto ao 2º Distrito Policial na Vila Prado, 1º e 4º Distritos Policiais na Vila Elizabeth, bem como na sede da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), pela delegada de polícia Denise Gobbi Szakal, além dos delegados de polícia Maurício Antônio Dotta e Silva e Edmundo Ferreira Gomes.

A operação realizada segue sobre segredo de Justiça, após investigações representadas pela Corregedoria da Polícia Militar contra PMs da ativa e também da reserva da instituição, junto ao Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo.

O Comando Geral do 38º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) em São Carlos (SP), não irá se manifestar sobre a ação, uma vez que os trabalhos realizados é um ato direto da Corregedoria da PM.

A quantidade de policiais militares e viaturas da Corregedoria que estiveram empenhados nos trabalhos não foram divulgados.

Em São Carlos (SP), o balanço final da operação fechou com um Sargento da reserva autuado em flagrante delito por Porte Ilegal de Arma de Fogo, onde ao ser arbitrada fiança ao mesmo no valor de R$ 2 mil, tal quantia foi paga, o armamento apreendido, e o indiciado responderá pelo ato em liberdade.

Um Cabo da ativa também foi autuado em flagrante delito por Porte Ilegal de Arma de Fogo, onde em tal ocasião, também foi arbitrada fiança no valor de R$ 1.045,00, correspondente a um salário mínimo, e após o pagamento, o indiciado foi possibilitado a responder por tal ato, também em liberdade.

Outro Cabo da ativa da 1ª Cia do 38º BPM/I de São Carlos (SP), acabou sendo autuado em flagrante delito por tráfico de drogas, e na sequência foi recolhido ao Presídio Militar Romão Gomes.

Em nota, a Secretária de Segurança Pública (SSP-SP), informou que a Corregedoria da Policia Militar fiscaliza as áreas sobre supervisão do 38º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior) com sede em São Carlos (SP). Caso seja constada qualquer irregularidade disciplinar ou criminal, providências cabíveis serão adotadas. A Polícia Militar é uma instituição legalista, não compactua com desvios e apura rigorosamente todas as denúncias.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 186