CPFL solicita que população faça reclamações diretamente nos canais da empresa

A distribuidora de energia esclareceu que devido a liminar imposta pelo Judiciário, continua realizando manutenções da rede e que ampliou de uma para duas as equipes full time (24 horas) para atender a demanda da Prefeitura.

Publicado em 19/04/2019 12:51:00

CPFL solicita que população faça reclamações diretamente nos canais da empresa
O prefeito de São Carlos, Airton Garcia, com os diretores da CPFL - divulgação

 

O prefeito Airton Garcia e o secretário de Planejamento, Caco Colenci, receberam na manhã desta quarta-feira (17/4), no Paço Municipal, representantes da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL).

O gerente de Operações de Campo da CPFL, André Luiz Marques de Sousa, apresentou relatório da empresa quanto à realização de serviços de manutenção no sistema de iluminação do município. A distribuidora de energia esclareceu que devido a liminar imposta pelo Judiciário, continua realizando manutenções da rede e que ampliou de uma para duas as equipes full time (24 horas) para atender a demanda da Prefeitura.

“Temos a obrigação de fazer a manutenção do parque de iluminação do município, ou seja, dos locais onde já existe a iluminação, fazendo a substituição de lâmpadas queimadas, quebradas ou que ficam acesas durante o dia. Já nos lugares onde não existem braços de iluminação pública, consideramos áreas de expansão”, explica o gerente de Operações de Campo da CPFL, André Luiz Marques de Sousa.

O gerente da empresa também solicitou à população para que faça as solicitações diretamente nos canais de atendimento da CPFL. “A Prefeitura nesse caso não é um canal oficial. É muito mais rápido se as pessoas utilizarem as nossas redes sociais, o App CPFL Energia, o site da empresa, o próprio 0800 ou se dirigir as nossas agências de atendimento. A Prefeitura nos repassa as solicitações, porém se o munícipe reclamar diretamente na empresa, eliminamos uma etapa. O nosso prazo, a partir do registro da reclamação, são de 5 dias uteis para atendimento”, finaliza. 

O gerente também confirmou que a CPFL não trabalha com o padrão LED. “O nosso padrão é vapor de sódio de 100 w, 150 w e 250 w. “Se a Prefeitura trocar a iluminação de vapor de sódio para LED, esse local que recebeu a troca de padrão não fará mais parte da liminar, portanto, não será mais responsabilidade nossa fazer a manutenção”.

O secretário de Planejamento de São Carlos, Caco Colenci, disse que a empresa procurou a Prefeitura após receber uma notificação extrajudicial. “Juntamente com a Secretaria de Serviços Públicos fizemos um alinhamento com a CPFL para atenção especial na troca de lâmpadas e na manutenção da rede. Percebemos que já tivemos retorno já que a empresa efetuou a troca de 995 lâmpadas, mas continuaremos o diálogo sempre que necessário”, explicou Colenci.

Já o prefeito afirmou que a Prefeitura pretende também investir no sistema LED. “Vamos abrir uma licitação no valor estimado de R$ 4 milhões para melhorar e modernizar o sistema de iluminação. Nossa ideia é começar essa mudança pela avenida São Carlos”, revela Airton Garcia.

Hoje o custo mensal do município com o pagamento de iluminação externa é de R$ 600 mil.

A CPFL atende pelo 0800-0101010, pelo aplicativo CPFL Energia, pelo site da empresa no linkhttps://www.cpfl.com.br/Paginas/default.aspx ou pelo Facebook/CPFL Energia.

 

Fotos

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 165