Viena (AUT)

Na semana que se encerra, o suposto interesse do Real Madrid (ESP) em contar com Tite para substituir Zidane no comando do time merengue virou notícia no mundo todo. Principalmente nos jornais da Espanha, animados com a possibilidade de ver o técnico da Seleção Brasileira no futebol do país.

Neste sábado, em coletiva de imprensa após o treino do Brasil, Tite afirmou estar chateado com a notícia e desmentiu qualquer contato do Real Madrid, além da frase atribuída a ele de que "considera treinar o Madrid um sonho, mas impossível antes da Copa"

- Quando é opinião merece meu respeito. Quando posta entre aspas é mentira. Uma atitude desrespeitosa e mentirosa. É a minha palavra. Eu não entrei em contato com ninguém. Gilmar Veloz (agente de Tite), meu amigo, não falou com ninguém. E tenho um respeito muito grande pelo local onde estou. Sei da responsabilidade e dos objetivos que tenho - disse Tite.

Sobre o amistoso contra a Áustria, Tite vê como o jogo mais difícil tendo em vista a proximidade da estreia no Mundial, mas não teve problemas em revelar a escalação para o jogo de domingo: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus. Já para a estreia na Copa, contra a Suíça...

- Não sei afirmar a situação para o início da Copa. O jogo, o transcurso, a performance vão ditando, pelos atletas de alto nível que temos.

O zagueiro Miranda, da Internazionale, também falou na coletiva e recebeu a notícia de que seria capitão no domingo. O defensor celebrou receber a braçadeira mais uma vez, mas foca na preparação do time como um todo para o Mundial:

- Estou feliz por mais uma vez representar essa liderança. A Copa está se aproximando, estou otimista porque a nossa Seleção está demonstrando inúmeras qualidades para fazer uma excelente campanha. Acho que a nossa preparação está sendo bem feita, tendo em vista a boa eliminatória que a gente fez e esses amistosos. São grandes adversários e a nossa Seleção conseguiu retomar o padrão das eliminatórias. Não vai ser fácil contra a Áustria, eles cresceram muito nos últimos jogos e vão nos ajudar nessa preparação.

Brasil e Áustria entram em campo neste domingo, às 11h da manhã, no estádio Ernst Happel, em Viena.