Obras de readequação do calçadão de São Carlos começam dia 16 de setembro

A previsão é que até o final de novembro a obra esteja finalizada.

Publicado em 05/09/2019 21:37:52

    Obras de readequação do calçadão de São Carlos começam dia 16 de setembro

 

Em reunião realizada nesta quinta-feira (5/9), na Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), com a participação do presidente da entidade, José Fernando Domingues, do presidente do Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos e Região (Sincomercio), Paulo Roberto Gullo e do secretário de Transporte e Trânsito, Coca Ferraz, ficou definido que as obras de readequação da rua General Osório, no trecho do calçadão, começam no próximo dia 16 de setembro.

De acordo com Coca Ferraz o SAAE entra primeiro para fazer toda a troca da rede de água e esgoto e na sequência a empresa vencedora do processo licitatório começa as intervenções. “Ficou acordado que para não atrapalhar as vendas os serviços serão realizados após o fechamento do comércio, ou seja, somente depois das 18h. A previsão é que até o final de novembro a obra esteja finalizada. A área central é o coração da cidade e a Prefeitura não poderia deixar essa região esvaziar. Vamos começar pelo calçadão e depois fazer um novo terminal de ônibus, com cobertura adequada, na Praça dos Voluntários”, explicou o secretário de Transporte e Trânsito.

Para o presidente da ACISC é uma obra muito importante para a cidade e, sobretudo para o comércio. “Tenho certeza que é uma ação de fortalecimento para o nosso comércio. A nossa intenção é aumentar as vendas e para isso precisamos atrair mais consumidores e a mudança, a revitalização do calçadão, vai proporcionar exatamente isso. Vamos acompanhar o dia a dia da obra para que os prazos sejam cumpridos”, garantiu José Fernando Domingues.

Paulo Roberto Gullo, presidente do Sincomercio, disse que a expectativa é muito grande. “Em 1998 nos já pedíamos por mudanças. Na época conseguimos que fossem realizadas intervenções entre as ruas 9 de julho e José Bonifácio. Agora, após 21 anos, nova etapa será realizada. Esperamos que esses dois meses sejam realmente suficientes para a realização da obra”.

Os recursos para a obra, no valor de R$ 285.461,93, são do próprio município.  O projeto prevê regularização e compactação de subleito, execução de passeio (calçada) ou piso de concreto com concreto moldado in loco, usinado, acabamento convencional, armado, demolição parcial de pavimento, de forma mecanizada, sem reaproveitamento, além de execução de piso fulget em granilite, marmorite ou granitina, incluso juntas de dilatação plásticas. O mobiliário urbano será adquirido pela ACISC.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 170