Ceramistas comemoram salto de 20% nas venda

A rotina de isolamento social e a maior valorização do ambiente doméstico e da decoração aqueceram o segmento

Publicado em 13/01/2021 08:17:11 | Por: JORNAL PRIMEIRA PÁGINA

Ceramistas comemoram salto de 20% nas venda
Linha de produção de empresa cerâmica de Porto Ferreira DIVULGAÇÃO

Marco Rogerio

Os empresários do setor da cerâmica artística de Porto Ferreira fecharam 2020 comemorando um aumento de 20% nas vendas em comparação ao mesmo período e 2019. A mesma pandemia da Covid-19, que trouxe a quarentena e a necessidade de distanciamento social, também trouxe novos hábitos e costumes que no final das contas acabou aquecendo o comércio no setor. 

O segmento de cerâmica e de decoração de Porto Ferreira emprega cerca de 2.000 trabalhadores em suas cerca de 70 empresas. O presidente do Sindicer (Sindicato dos Empresários das Indústrias Cerâmicas), Luiz Gustavo Burian, afima que apesar dos problemas que o setor enfrentou no ano passado, o final do ano surpreendeu positivamente  a todos.

“Conversei com muitos empresários do segmento. E temos três explicações para  a retomada das vendas e da produção. O primeiro fator positivo foi a injeção de alguns bilhões de reais na economia através do Auxílio Emergencial do Governo Federal. A segunda foi o fato de as pessoas ficarem mais tempo em casa e isso, automaticamente, aumentar os cuidados com o lar e uma melhor valorização da decoração. Ao ficar mais em casa, trabalhando em home office e não gastar o dinheiro que gastaria em bares e restaurantes, as pessoas também começaram a fazer pequenas reformas nas residências e a procurar deixar o ambiente mais bonito”, analisa Burian.

HISTÓRIA DA CERÂMICA EM PORTO -  Tudo se iniciou lá atrás em 1921 quando alguns imigrantes italianos montaram a “Fábrica de Louças Porto Ferreira S/A”. Sua fundação foi possível graças às capacidades técnicas produtivas que os sócios tinham na fabricação cerâmica trazidas da Europa e também ao fato de existirem fontes de matéria prima próximas na região. De acordo com documentos, esta primeira empresa teve incentivos fiscais dados pelo município, o que também colaborou bastante para o seu desenvolvimento. Á partir deste início, e com o surgimento de novas fábricas cerâmicas, ex-funcionários ao perceberem o potencial do negócio pela alta demanda do produto e também a pouca oferta no mercado, começaram a sair destas empresas e iniciar seu próprio negócio. Vale a observação de que as primeiras empresas que foram fundadas não fabricavam cerâmica artística, mas sim  cerâmicas de mesa.

Apesar do início ter sido na década de 20, foi só na década de 80 que as cerâmicas em Porto Ferreira viraram “febre”. Em 1986 a cidade contava com 108 fábricas de cerâmica artística cadastradas na prefeitura. Há relatos de que a quantidade total destas empresas adicionando as informais chegava em mais de 250.

Um dos primeiros registros identificando Porto Ferreira como a “Capital da Cerâmica Artística” se deu na revista Portorama de 1986. Este período de “fartura” para os fabricantes não durou muito. Entre 1990 e 1992, devido às medidas tomadas durante o governo Collor muitas empresas quebraram. Nosso mercado foi invadido principalmente por produtos asiáticos com preços extremamente baixos.

Hoje as fábricas que suportaram a crise da entrada destes produtos asiáticos, de forma geral conseguiram seu espaço. O caminho para isto foi a inovação com produtos diferenciados e design de qualidade mais elevada em relação ao que existia no passado.

MUDANÇAS -No início do surgimento da indústria de cerâmica artística no Brasil, os produtos que eram fabricados não tinham um design tão sofisticado. Dava-se preferência a produtos mais simples, com formatos comuns e fáceis de serem produzidos. Um exemplo é a esfera decorativa, que apesar de existir até hoje, sua produção é mais simples.

As fábricas de cerâmicas em Porto Ferreira, com o intuito de manter a competitividade, já há algum tempo vêm fabricando produtos com modelos diferenciados, cores modernas, formatos irregulares e tem ocorrido também a mistura de materiais em um único produto. Surgiram fábricas de móveis de madeira, de produtos decorativos em ferro e a mescla destes materiais com a cerâmica. Separamos algumas imagens para você ter ideia e entender melhor um pouco dessa diversidade.

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 186