Idosa de Porto Ferreira cuida de bonecos como se fossem filhos

Janaína foi a primeira a chegar. Depois vieram Ana, Adriana, Denizinha... Elídia troca roupas, penteia, leva para passear e coloca para dormir.

Publicado em 12/10/2016 13:34:06 | Por: G1 São Carlos e Araraquara

Idosa de Porto Ferreira cuida de bonecos como se fossem filhos
Aposentada mantém dezenas de vestidos para as bonecas (Foto: Luciana Furlan/Arquivo pessoal)

 

Uma aposentada de 67 anos de Porto Ferreira (SP) cuida de 15 bonecas e bonecos como se fossem seus filhos. Ela troca as roupas, penteia cabelos, leva para passear e coloca os brinquedos de plástico para dormir em um dos quartos da casa que divide com o marido, de 68 anos, em um sítio na zona rural.

Elídia da Cunha também costura os vestidos das bonecas. Tem cerca de 60 deles em um guarda-roupas. Para 'os meninos', há nas gavetas camisas e shorts que ela mesma criou. "Faço porque gosto, é muito prazeroso", disse a idosa, mãe de nove filhos (quatro homens e cinco mulheres) com quem divide suas alegrias, juntamente com os 35 netos e seis bisnetos.

Elídia da Cunha tem coleção de bonecas (Foto: Luciana Furlan/Arquivo pessoal)
Elídia da Cunha tem coleção de bonecas
(Foto: Luciana Furlan/Arquivo pessoal)

Os familiares deram nomes aos bonecos. Janaína foi a primeira a chegar, seis anos atrás, presente de uma amiga. Depois vieram Ana, Adriana, Denizinha, Elza, Helidinha, Helenicinha, Bruno, Claudinho, Ezequiel, Isaac, Israel, Gabriel, Samuel e Tiago, um boneco negro que ela ganhou na cidade vizinha de Descalvado.

Uma das filhas da aposentada, Helenice Solange da Cunha, de 38 anos, contou que certa vez a filha dela deixou uma boneca para 'passar as férias com a avó'. Desde então Elídia se apegou aos brinquedos.

A idosa contou que sentiu muita falta quando a neta levou a boneca embora. "Depois de algum tempo fiquei doente. Uma amiga me deu uma boneca, que eu batizei de Janaína, e logo melhorei", relembrou.

Janaína é a que mais passeia. A idosa contou que quando vai ao Centro da cidade leva a boneca no colo, como se fosse um bebê. A cena atrai olhares, mas ela já está acostumada. Segundo ela, o marido também não liga.

À noite, idosa coloca bonecos 'para dormir' (Foto: Luciana Furlan/Arquivo pessoal)
À noite, idosa coloca bonecos 'para dormir'
(Foto: Luciana Furlan/Arquivo pessoal)

Elídia contou que quando ganha um pedaço de pano costura até três vestidos em um único dia. Mas ela não se ocupa somente com isso.

"Também faço crochê, limpo a casa e ajudo meu marido a cuidar da plantação no sítio", afirmou a idosa, que apenas uma vez na infância, aos 10 anos, ganhou uma boneca de papelão. "Mas meu irmão jogou na água e estragou. Nunca mais minha mãe me deu outra", lamentou.

 

Comentários

Últimas notícias

Página 1 de 161